Educadores de Sergipe à Luz da República 1911 - 1971 (re)Construindo Trajetórias

Código: 24F8KQ2JP
2x de R$ 75,00
R$ 150,00
Comprar Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 150,00 sem juros
    • 2x de R$ 75,00 sem juros
    • 3x de R$ 53,01
    • 4x de R$ 40,34
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

Educadores de Sergipe à Luz da República 1911 - 1971

(re)Construindo Trajetórias

 

Jouberto Uchôa de Mendonça

Maria Lúcia Marques Cruz e Silva

 

 

“Mais recentemente, sobretudo nos últimos quarenta anos, passa-se cada vez
mais a valorizar os sujeitos “esquecidos” da História, como as crianças, as mulheres
e as camadas populares2”.
Este trabalho, que se apoia em suportes metodológicos de autores da Nova História
Cultural, objetiva apresentar traços biográficos de educadores de Sergipe entre os anos
de 1911 a 1971. O recorte escolhido contempla a “Era dos Grupos Escolares3”, modelo
educacional que existiu em solo sergipano nesse período, fruto do progresso educacional
da escola primária pública e nascido em 1893 na cidade de São Paulo. As fontes orais (entrevistas),
documentais (impressas e manuscritas), iconográficas (imagens) e bibliográficas
encontradas em acervos particulares e institucionais foram relevantes na (re) construção
de textos biográficos no mencionado marco temporal. Os elementos e informações coligidos
evidenciam o esforço em forjar o perfil de um cidadão republicano cheio de amor aos
símbolos pátrios, admiração pelos vultos históricos e, ao tempo que retratam os penares
do exercício do magistério, em localidades desprovidas de infraestrutura. Auxiliam nas
análises das fontes os conceitos de Cultura Escolar (Dominique Julia), Representação e Apropriação
(Roger Chartier). Instituídos e administrados pelos poderes públicos, os grupos
escolares foram os cenários da maioria das histórias de vidas aqui veiculadas. Em quase
todos os relatos que se ouviam apareceu com frequência a figura de uma pessoa influente,
atuando às vezes como “padrinho político”, ou “carrasco” caso o professor ou seus familiares
não seguissem as ideologias partidárias impostas, isso no âmbito estadual ou municipal.
O estudo justifica-se por estar inserido em um momento histórico da atuação da escola
primária pública; da mesma forma que vem contribuir para outros olhares acerca das discussões
da Historiografia Educacional Brasileira e particularmente de Sergipe.

2x de R$ 75,00
R$ 150,00
Comprar Estoque: Disponível
Sobre a loja

Editora Universitária Tiradentes busca contribuir para a difusão do conhecimento por meio de publicações de qualidade relacionadas a educação e à cultura.

Social
Pague com
  • PagSeguro
Selos

Editora Universitária Tiradentes Ltda - CNPJ: 18.899.949/0001-30 © Todos os direitos reservados. 2019